Textos de Vanessa Carvalho

"A sua consciência tem um peso maior do que a opinião de qualquer pessoa."




Compaixão - Texto de Vanessa Carvalho

 

 

 

 

Sentimento nobre, altruísta e capaz de realizar grandes feitos nas pessoas.

É doar espontaneamente, e ser capaz de perceber o fardo do outro.

Ter compaixão é agir naturalmente em benefício de alguém, sem pensar em retorno próprio.

É levantar quem está caído e não aguardar aplausos, e muito menos necessitar de platéia.

É um sentimento idôneo, que nasce da alma e que tem a capacidade de salvar vidas, de renovar esperanças, de devolver um sorriso á quem já tinha desistido de viver.

Tem gente demais que não sabe o que é ter compaixão, não consegue se colocar no lugar da outra pessoa.

Não sabe o que é ser sensível a ponto de notar que quem está do seu lado, ou na rua de frente a sua casa, ou no trabalho, carecem de algo que talvez você possa oferecer.

Nem sempre é de dinheiro que as pessoas precisam.

Pode ser um copo de água, um pedaço de pão, ou quem sabe um aperto de mão, um conforto qualquer ou uma palavra de força e encorajamento.

É conseguir enxergar suas deficiências e fazer alguma coisa para aliviar seu sofrimento.

O planeta está cheio de pessoas individualistas, centradas em si mesmas e incapazes de se sensibilizarem com o que acontece ao seu redor e muito menos com aquilo que está longe de seus olhos.

São seres humanos de coração duro, que não colaboram em nada para tornar essa realidade menos árida.

O que eles não sabem, é que é dando que se recebe, e que quando você ajuda o próximo com o coração aberto, realmente querendo e fazendo o melhor como se fosse para você mesmo, a recompensa virá.

Quem exerce a compaixão, sabe o valor e benefício que ela proporciona e o tanto que é desprovida de preconceito.

Você não precisa ser nenhuma Madre Tereza de Calcutá, nem Chico Xavier para se compadecer.

Muito menos precisa deixar de fazer suas atividades corriqueiras, basta ser mais humano.

A busca pelo sucesso, poder e dinheiro, deixou o homem robotizado e parece que tudo o mais perdeu sentido.

As pessoas mal se cumprimentam, mal se percebem, e se estranham com facilidade.

É como se a vida não passasse de supérfluos, que nada mais fosse tão interessante.

A tecnologia empobreceu o homem, o deixou alienado e o pior, é que ele se sente vitorioso por tantas descobertas.

Descobertas de que?

Ele mal sabe em que localização está seus órgãos internos, qual a função deles, não conhece ainda como funciona a máquina do seu corpo.

Não possui disponibilidade para conhecer um pouco da sua mente, suas emoções.

Então, como ele vai conseguir perceber o que acontece com o irmão ao seu lado?

Por isso tanta gente sofre.

Sofre porque está faltando ser humano de verdade, gente lúcida, gente que sabe simplificar e que no silêncio de seus passos vai auxiliando um aqui outro ali.

Gente que não cruza os braços e fica esperando que o vizinho ou o amigo do lado faça a caridade que você pode e deve fazer.

Não fica esperando para amanhã o momento de fazer o bem, eles simplesmente criam as oportunidades.

Se você ainda não sabe como começar, observe ao seu redor e vai encontrar um monte de gente fingindo ser feliz, fingindo não se incomodar com as adversidades, fingindo ser.

Na verdade, elas não sabem ser.

Como grande parte faz a mesma coisa, elas acreditam que o normal é ser assim,  ser passível e influenciável.

Comece a prestar atenção nas pessoas.

Chegue devagarzinho, seja transparente, e vai mostrando um pouco de você.

Puxe uma conversa, se mostre aberta para compartilhar e pouco a pouco vocês vão se conhecendo.

Não é preciso ter grandes tragédias para fazer a diferença e dar o que tem de melhor.

Comece conhecendo as pessoas.

Você vai ficar admirado com o tanto que é capaz de fazer por elas.  

Com o tempo essa qualidade vai estar intrínseca em seu ser.

Visite um asilo, um orfanato, um hospital e vai notar que você tem mais para dar que receber.

Desta forma, o espírito de solidariedade vai brotar, criando raízes, se ramificar.

As flores vão nascer e te mostrar que o caminho da compaixão, é o caminho difundido por Jesus.